quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Década 80

      A década de 80 foi um período bastante marcante para a história do século XX segundo o ponto de vista dos acontecimentos políticos e sociais: é eventualmente considerada como o fim da idade industrial e início da idade da informação, sendo chamada por muitos como a década perdida para a América Latina.
      Foi nos anos 80 que teve fim a Guerra da Fronteira Sul-africana, que aconteceu a Guerra das Malvinas, que John Lennon foi assassinado nos Estados Unidos e também foi nesse período que ocorreu a descoberta da AIDS e o atentado contra o Papa João Paulo II. A eleição de Ronald Reagan nos Estados Unidos e de Margaret Thatcher no Reino Unido marcaria toda a década de 80 e traçaram a política neoliberal.
      No Brasil, o atentado do Riocentro e a morte de Tancredo Neves, a criação da nova Constituição Brasileira em 1988, ensejaram mudanças radicais nos rumos políticos do país.


      Os avanços tecnológicos produziram muitas mudanças na penúltima década do século XX. A era do computador chegou definitivamente, e os designers passaram a usar programas cada vez mais sofisticados para executar vários aspectos do design de produtos. A tecnologia computadorizada. A aldeia global. Design punk e britânico. Consciência social e muitos outros.



       Na moda, os punks já haviam se estabelecido e os looks moicano apareciam em quase todas as coleções, porém na Inglaterra, pátria dos punks, eles perderam o lugar nas passarelas para a febre romântica dos piratas, provocada por Vivienne Westwood. Astros da música como Boy George e Prince exibiam seus blazers de veludo e trajes de fantasia em shows apoteóticos.


                  Look pirata de Vivienne Westwood                                             Prince

      Além dos pop stars como Prince e Boy George, Michael Jackson também simbolizou a mudança da identidade masculina da época. Roupas com tecidos leves, macios, sapatos multicoloridos, roupas sexy, preocupação com o físico, maquiagem, roupas íntimas. Pela primeira vez foi dada uma considerável importância a roupa de baixo masculina. Tudo isso já não é exclusividade para a vaidade feminina, tudo podia ser usado pelos homens. Todo esse avanço provavelmente contribuiu para a conscientização do movimento gay.

 

      A década de 80 também é lembrada pelo movimento New Wave. A década do exagero e o surgimento de Madonna, Cyndi Lauper, Soft Cell, Gary Numan, Billy Idol, Siouxsie And The Banshees.

                  Madonna                                            Cyndi Lauper                                        Billy Idol

       Os anos 80 têm influência no romantismo dos anos 50, porém com mais exagero muito exagero. O glamour da noite e o charme do brilho deixam para trás o estilo hippie. Nesta época era muito importante para o sucesso ter um corpo bonito e saudável. É também nesta época que surge muitas academias onde praticavam essencialmente a ginástica aeróbica, que utilizava músicas dançantes da época.


     As calças de treino e as calças de fuseaux passam de dentro das academias para as ruas, juntamente com as sapatilhas que se torna o calçado de toda a hora. As sapatilhas fazem ressurgir a moda dos mocassins clássicos e multicoloridos. As cores utilizadas nos anos 80 eram fortes e fluorescentes – laranja, amarelo, verde-limão, rosa. Os vestidos passaram a valorizar o corpo da mulher, pois passaram de vestidos longos e largos para vestidos curtos com cintura marcada. O visual era extravagante.


      As mulheres abusavam da maquiagem. Usavam sombras escuras, batons de cores vivas, como o vermelho e utilizavam blush em excesso nas bochechas para as deixarem rosadas.
 


      Foi nos anos 80 que surgiram as ombreiras que tinha o objetivo de alargar os ombros com pequenas almofadas de espuma. As saias balão que tinham sido moda nos anos 60 voltam a ser sucesso na década de 80, assim como as leggins, os macacões e os casacos com mangas enormes também.


      Enquanto Madonna era símbolo do visual ousado e único, a princesa Diana era símbolo da elegância romântica dos anos 80. Lady Diana saia da plebe para virar a princesa de Gales. Mulheres de todas as idades sonhavam ser como ela. A fidelidade matrimonial voltava a estar na moda.


      Essa fase romântica dos anos 80, não durou muito. Os babyboomers dos anos 60 cresceram e apareceram, mostrando acima de tudo, que queriam ganhar dinheiro, muito dinheiro e o mais rápido possível e para isso, a palavra respeito foi abolida de suas vidas. Eles ficaram conhecidos como yuppies. Os yuppies young urban professional usavam ternos e gravatas. O homens se vestiam com os casacos das grifes poderosas como Armani, Hugo Boss ou Ralph Laurent. As mulheres usavam lingerie cara por baixo de roupas que imitavam os looks masculinos. Elas também usavam um casaco power, com as famosas ombreiras, saia curta e estreita com fendas poderosas e blusas chiques e elegantes.

      Trabalhar arduamente, 12 horas por dia, se fosse necessário, para poder gastar o dinheiro ganho imediatamente. Dressed for Success – vestida para o sucesso  -  esse era o lema, Nancy Reagan e Margaret Thatcher, que se tornaram os exemplos desse padrão feminino a ser seguido.
                               Nancy Reagan                                 Margaret Thatcher

        Ainda nos anos 80 o black moviment dos anos 60 tornou-se atual e ganhou as ruas através da electrobeat-dance: o hip hop, o rap  e o house de bandas como Grandmaster Flash, Run DMC, Public Enemy. O break dance fez com que a moda buscasse roupas confortáveis para dançar e surgiu então o sportwear.  Os tênis, especialmente das marcas Adidas, Reebok e Nike ganharam o mundo.


      O estilo descolado do movimento negro americano era regido por jovens dos guetos e que usavam além dos tênis de marcas, bonés de baseball, calças baggys, casacos e correntes com emblemas, como o da marca Mercedes.


Estilos

* O movimento new wave influenciou música, comportamento, artes plásticas e a moda;
* O heavy metal surge como grande vertente do rock;
* Surge os yuppies;
* O rap, hip hop e o black moviment ganham força;
* A música eletrônica ganha identidade no final da década.

Barbie Anos 80


      Em um dos episódios da última temporada de Gossip Girl, rola um flashback e mostra a juventude de Lily van der Woodsen, a mãe de Serena, nos anos 80.


      No filme Sex in the City 2 a personagem Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) também apareceu num flashback usando um figurino anos 80.



Moda Atual

      A marca Avanzzo, de Brasília, apresentou uma coleção que resulta do cruzamento de referências do guarda-roupa masculino com peças femininas que foram sucesso nos anos 80. O resultado é jovem e ao mesmo tempo sofisticado.


      Na coleção verão 2009 a Triton criou uma heroína, a Butterfly Girl. Essa personagem possui o estilo pensado a partir de elementos do punk e rock dos anos 80. Por isso, muito couro, correntes e aplicações metálicas puderam ser vistos na passarela.

 



2 comentários:

  1. Muito legal! Vou fazer uma festa estilo anos 80 e suas colocações me ajudaram bastante! Valeu!

    ResponderExcluir